sexta-feira, 23 de setembro de 2016

A Unidade das Religiões e seu Desvirtuamento




Ao longo da história da humanidade muitas religiões foram transmitidas para humanidade com o intuito de elevar e impulsionar o desenvolvimento espiritual da Terra. Grandes Mestres encarnaram no planeta a fim de transmitir Ensinamentos Elevados. As religiões tem em suas essências princípios humanizantes, por mais que não haja dever concordância entre elas, há mandamentos claros de tolerância e respeito entre todas.

Mas por que, mesmo assim, existe tanta intolerância entre as pessoas que professam fé diferentes, se todos creem em algo Superior que tudo criou nos colocando na condição lógica de irmãos? São questões complexas que exigem mais que um simples texto para se esgotar. Porém, vamos tentar de forma simples tratar o assunto a fim de gerar uma reflexão sobre o tema.

É possível ver em todas as religiões normas e princípios que buscam a tolerância entre os seres humanos. Para exemplificar trazemos algumas citações de religiões extraído Livro   “Unidade, os princípios comuns a todas as religiões” do autor Jefrey Moses:

“Faz aos outros tudo o que queres que te façam, porque esta é a lei e os profetas.
CRISTIANISMO

Não faças ao teu próximo aquilo que te fere. Esse princípio é a Torá em sua totalidade, o resto não passa de explicação.
JUDAÍSMO

Faz a todos o que gostarias que te fizessem, e rejeita para os outros o que rejeitarias para ti mesmo.
ISLAMISMO

Não firas o próximo com aquilo que te causa sofrimento.
BUDISMO

Tsé Kung perguntou: “Existe algum princípio que sirva de conduta para a vida?” Confúcio respondeu: “Seria o princípio da Reciprocidade? – O que não desejas que te façam não o faças a outrem.”
CONFUCIONISMO

Esta é a síntese de toda a verdadeira retidão: Trata o próximo como esperas ser tratado. Não faças ao próximo nada que não desejes que ele te faça.
HINDUÍSMO”

Não atribuas a outra alma o que não atribuirias a ti.
BAHAÍSMO

Como religiões com ensinamentos expressos de respeito e tolerância podem gerar religiosos intolerantes que não conseguem perceber que o sentimento de fraternidade transcende qualquer diferença entre crenças e dogmas?

Primeiramente temos o ego negativo humano que cria a ilusão da separatividade. O egoísmo bloqueia a consciência de Unidade, onde mesmo sendo seres individuais estamos todos conectador e irmanados devido a nossa origem comum Divina. Essa ilusão de separatividade não permite enxergar cada pessoa com um filho de Deus, e portanto, nossos irmãos.

Segundo, usando essa fraqueza humana, o desvirtuamento das religiões sempre foi um plano muito bem elaborado por aqueles que tentam atrasar o desenvolvimento espiritual da Terra, pois sabem o grande potencial (para o bem e para o mal) que o pensamento religioso tem. Apesar dessas grandes religiões terem como missão principal a reconexão espiritual entre os seres humanos encarnados e Deus, alguns seres da negatividade, propositalmente, desvirtuam os ensinamentos e enaltecem o ego negativo disseminando a separatividade. Isso fez com que, ao longo da história, atos de desumanidade tenham sidos praticados em nome de religiões, até os dias atuais.

Devem os seguidores dos grandes Mestres da humanidade buscarem novamente a unidade,  compreendendo que todas religiões tem uma missão Divina específica para um povo, região e época e que as diferenças entre elas são meros detalhes perto do laço fraternos que ligam todas a Deus.

Portanto, como a água que ao mesmo tempo é essencial a vida na Terra, mas também um dos principais vetores de doenças, as religiões são essenciais ao Espírito, mas quando contaminadas produzem grandes epidemias espirituais. Não podemos aceitar a sede como solução ao problema, mas sim buscar as fontes cristalinas que existem em todas as religiões que transmitem os Ensinamentos Superiores trazidos pelos grandes Mestres da humanidade, ensinamentos esses que tem em seus pilares a Unidade da Humanidade.


Guardião Vinícius Carbogim Nelo

Ministro das Religiões do Templo Universal Despertar

sexta-feira, 9 de setembro de 2016

V Mostra Cultural



O Templo Universal Despertar e o Ministério das Artes realiza no dia 17 de setembro sua V Mostra Cultural de Primavera. Nessa mostra objetivamos apresentar os resultados dos trabalhos realizados por esse ministério no ano em curso. 
Através de linguagens artísticas nos conectamos com a espiritualidade e elevamos nossas vibrações. A arte em suas diversas manifestações é vista por nós como um processo para a sensibilização dos corações e elevação da vibração facilitando assim a incorporação dos ensinamentos para ascensão espiritual. Através das várias linguagens artísticas, como a dança, a musica, a pintura, etc., podemos manifestar a divindade existente em nós, 
Essa nova forma de ver a a arte se materializa nas diversas apresentações de nossa V Mostra Cultural de Primavera que divulga, além de nossa cultura, nossa espiritualidade. Associamos assim, o equinócio a explosão da vida, ao florescimento da criatividade e das ideias nas produções artísticas que tem como atributos a beleza, a harmonia, o equilíbrio das formas e a alegria. 

Guardiã Márcia Tresse
Ministra das Artes 

sexta-feira, 26 de agosto de 2016

Vigília em Setembro


Neste primeiro final de semana de Setembro teremos nossa terceira vigília do ano. Ela se dará a partir da meia-noite do sábado, dia 03 de Setembro, até a meia-noite do domingo, dia 04 de Setembro, para a segunda-feira. Para participar basta chegar ao templo 10 minutos antes da hora cheia, isto é, se você desejar rezar as 10h da manhã, chegue até 9:50h.
Também teremos a nossa vigília acontecendo no Rio Grande do Sul, através do Grupo de Meditação Hórus, com a Reverenda Denise Werle.


quarta-feira, 3 de agosto de 2016

O Templo Universal Despertar continuará com suas atividades noturnas suspensas durante esta semana por causa dos eventos que tem acontecido em nossa cidade, Natal-RN, mas também não ficaremos parados e vamos nos unir em oração de nossas casas invocando a luz divina. Participe conosco!


sexta-feira, 29 de julho de 2016

As Sete Iniciações Principais

Estas Iniciações acontecem no Plano Interior de cada uma nós. À medida que evoluímos  vamos passando por estas Iniciações. E para começar, existem dois tipos de pessoas. Os despertos e os não despertos. Os seres não despertos  são aqueles que vivem no mundo, mas  ainda não acordaram para a realidade espiritual. Eles vivem ainda nas programações do mundo, vivem com as preocupações do dia a dia, e que nasceu para casar, terem seus filhos, trabalharem e movimentarem o sistema. Ele não acostou e sabe que é um Ser Espiritual. E não está buscando uma experiência genuína dentro da Espiritualidade.
Os seres despertos são aqueles que acordaram para esta realidade. Quem Eu Sou? Eu Sou um Ser Espiritual. O que estou fazendo aqui na Terra? Estou aqui para passar por minhas expiações. Que decidiram vir estudar e aprender a dominar este plano aqui. Sempre que existe o dois, o um leva ao dois e o dois leva ao três.
Há também um meio termo. É aquele que nem acordou totalmente e nem está dormindo. Como dizemos, ele está em cima do muro. Este tipo de pessoa é aquela que ainda está naquele torpor, aquela que ainda não está completamente acordado, e este é de número três.  E ele esta em um processo de despertar, ele está em uma Dedicância, pois estão ainda num processo para acordar. Esta passando por uma faze que denominamos de fase probatória.  Após esta fase, o indivíduo desperta, e é quando acontece a Primeira Iniciação.  Iniciação esta, que não passamos só por esta vida. Muitas vezes se está passando por elas desde outras vidas, outras encarnações e passando por estas Iniciações.


A Primeira Iniciação é o domínio do Corpo Físico. Não é obrigado que seja um domínio total das funções físicas, mas alguns conseguem passar com tanta mestria, este domínio algumas vezes podem até controlar as batidas do coração, mas para a Ascensão é necessário um controle mediano de cada função. O Controle de horas de sono, dos apetites sexuais, controle da alimentação. Os discípulos não devem ser escravos das funções e dos apetites de seu corpo. O discípulo deve sim, ter um controle mediano para passar dessa Iniciação.
A Segunda Iniciação é o controle do Corpo Emocional. No controle do Corpo Emocional, muitos discípulos demoram um pouco nesta Iniciação, pois controlar as emoções não é fácil, controlar o nosso Ego, controlar as sensações que sentimos, leva-se um tempo para controlar e purificar este Corpo Emocional. E quando chegamos num bom estágio, enriquecendo este corpo com amor, com altruísmo, nós estamos prontos para dar outro passo.
O Corpo Mental é a Terceira Iniciação. É nesta iniciação que chegamos ao Corpo Mental, purificando nossos pensamentos, aprendendo a usar este veículo com sabedoria, e claro enriquecendo-o com amor, o desapego. Esta Iniciação é muito importante, porque quando purificamos este Corpo, estamos prontos a nos conectarmos com o Corpo Crístico. Conforme purificamos nosso Corpo Mental, nos comunicamos com nosso Corpo Crístico de forma consciente, e quando atingimos  este estágio mediano, ou com mais perfeição, estamos prontos para passar para a Quarta Iniciação.

Antes de falar da Quarta Iniciação, que existe um processo de Dependência, como acontece nas escolas, até a Terceira Iniciação, existe essa Dependência. Se eu não dominei muito bem meu físico, mas já passei para a Segunda Iniciação, na Terceira, mas na Quarta devo alcançar muito mais luz nestas últimas três iniciações, se não ninguém passa da Quarta Iniciação com dependência. É uma Iniciação bem puxada, a Alma vai passando por um processo de Sublimação, um processo de desapego. O grande teste da Quarta Iniciação é a Pureza. A Pureza de Propósito.
A Quarta Iniciação é bem difícil, e também é conhecida como Iniciação de Jó. A história de Jó na Bíblia, ele perde tudo. Na Quarta Iniciação nós perdemos todos os nossos títulos. É o grande teste do Ego, é um teste que questiona: Quer mesmo servir a Deus e a Hierarquia? É para isso que você está aqui? Realmente? Realmente?  Quando estamos nesta Iniciação, nós temos a fusão com o Corpo Crístico. Porisso ela é tão forte. O Corpo Crístico começa a dominar o nosso Ego. Ele subjuga o mundano nesta Iniciação. Muitos Iniciados passam muito tempo nesta Iniciação para poder passar por ela. Para poder despojar-se de seus apegos. 
A Quinta Iniciação é uma iniciação de muito trabalho. Quem consegue passar pela Quarta Iniciação que é um grande filtro. E o discípulo já se encontra ligado ao seu Corpo Crístico. Ele já tem o desejo de servir à Deus. Um desejo que brota do fundo do seu coração muito mais intensa e altruísta. Servir, servir e servir. Este Iniciado passa um bom tempo nesta Quinta estudando as Ciências Espirituais. Ele tem um outro entendimento, uma outra visão dessas Ciências. É uma iniciação de muito estudo e de muito serviço e ele começa no plano mental e começa a conectar-se com a Presença Eu Sou. Conforme ele vai evoluindo nesta iniciação, ele vai fundindo-se à Presença Eu Sou, ou no seu Corpo Mental. Ele sente o seu verdadeiro propósito diretamente de Deus para a sua Presença.
A Sexta Iniciação finalmente é a Ascensão. Quando entramos na Sexta Iniciação é a própria Ascensão, e esta Ascensão só termina quando concluímos  esta Iniciação.  Ela é todo o processo de fusão com a Mônada, com a Presença Eu Sou, então quando nela chegamos nos tornamos Mestres Ascensionados, porém há uma grande confusão. Tem gente que acha que só porque chegou na Sexta Iniciação, já é perfeito como Buddha, como Jesus Cristo é estar perfeito como estes outros Mestres, porém não, assim que você alcançar a Sexta Iniciação você é um Mestre Ascenso. Um Mestre Ascenso de jardim de infância, porque evolução espiritual é uma questão de consciência acima de tudo. Tem gente que acha que vai ficar brilhando nas outras Iniciações, flutuando e não é assim. A Sexta Iniciação aqui na Terra é a Primeira Iniciação em Sírius, para estudar em Sírius você tem que estar na Sexta Iniciação, porque lá é a Primeira Iniciação. Aí nesta Sexta Iniciação, começa o desejo de servir ainda mais intenso. Existem os caminhos da Ascensão, não existem só os Raios como forma de servir. Existem muitos outros caminhos, e o Mestre Ascenso vai decidir qual destes caminhos ele irá trilhar. Entre estes caminhos, está o caminho dos Raios.
A Sétima Iniciação antigamente não podia ser vivida aqui. Após a Sexta Iniciação você morria, porque o corpo físico não comportava toda aquela energia. Todos depois da Ascensão, partiam para o mundo Espiritual e lá começavam e continuavam seus estudos e seu processo de aperfeiçoamento. Quando se alcançava a Sexta ficavam aqui na Terra trabalhando, pois não se podia ir adiante porque a pessoa morria. Hoje como dispensação, os Mestres nos deram muitas bênçãos, tudo graças a essa Nova Era, graças ao Deus da Liberdade, graças a Saint Germain. Hoje nós temos a Chama Violeta, antigamente um discípulo passava uma encarnação inteira para poder trabalhar uma única Iniciação. Então após o despertar, quando você entrava na Primeira Iniciação, você levava uma encarnação inteira na Primeira, outra na Segunda e assim por diante. Então imaginem como era. Nós que estamos evoluindo a tanto tempo aqui no Planeta, imaginem como era passar uma vida inteira dentro de uma Iniciação. Hoje nesta Nova Era é possível alcançar a Ascensão nesta mesma existência. Elizabeth Profet fala sobre isso uma profeta maravilhosa, o Mestre Dr. Joshua também fala sobre isso. Então é possível se alcançar a Ascensão numa única  vida, se nós nos empenharmos para isso. Não vejam como uma coisa distante.  É nosso direito ígneo. Despertar, ser quem nós realmente somos.  É um direito, então temos que trabalhar para isso. Jesus dizia: Sede Santos como eu sou Santo. É nossa missão como seres espirituais que somos é ascencionar. Qual é a nossa maior missão aqui?  Ascencionar, porém se nós nos bitolarmos com o processo de ascensão pode se tornar uma coisa egoísta e não altruísta. Então não temos que trabalhar esperando por uma recompensa, mas tenho certeza que a recompensa sempre virá. Deus é justiça também.  A Sétima Iniciação hoje é possível viver na Terra. Porque hoje o número de Mestres Ascensos na Terra é crescer, porque o planeta precisa de pessoas que ascencionem e não morram para trabalhar com os Mestres e com a GFB. A Terra precisa de Mestres Ascensos que desçam novamente e que reencarnem. Sim Mestres que não estejam em iniciações tão distantes, mas é necessário hoje que um discípulo ascensione e que alcance sua mestria pessoal e trabalhe junto com Saint Germain o Maha Chohan e com os Raios para trazer à Terra, cada vez mais a consciência de Paz, de Verdade, de Sabedoria, de Poder, de Amor. Então hoje é possível viver uma Iniciação na Terra.
A Sétima Iniciação é a Primeira Iniciação Cósmica que significa que o Mestre de Sétima Iniciação pode trabalhar com a massa, com muitas pessoas ao mesmo tempo. Porque esta é a energia da Sétima Iniciação. Este mestre de Sétima Iniciação trabalha com cidades, com grandes grupos. Ela é considerada como um grande teto, uma barreira é necessária um grande aperfeiçoamento. Mestres quando rezam, quando meditam, alcançam um momento luminoso da Sétima, mas para alcançar a Sétima e se estabilizar nela é muito trabalhoso.
A quem diga que quando se chega na Sétima Iniciação não cai.  Já vi até em algumas literaturas que não se cai mais, mas eu acredito que toda vez que estivermos encarnados corremos o risco de queda é muito grande. Como assim, é quando fazemos coisas erradas, é deixar de ouvir a voz interior, buscar o ego negativo, gerar carma usando a energia divina de forma indevida. Se pode cair um mestre? Se um anjo caiu do céu, conhecendo a graça, porque um mestre encarnado, não poderia cair? Existe um caminho do (Y) que é sempre o de servir a Deus e a Fraternidade ou servir a nós e nossos interesses e os interesses de nosso ego. Buddha nos revela que: Os deuses também estão sujeitos a reencarnação e o Caminho do Nirvana é total. O Dharma é a libertação total. Então pratiquemos o Dharma para que possamos nos libertar de Samsara que é o ciclo das encarnações definitivamente e continuar nossa jornada evolutiva, livres, em plena liberdade. Enquanto estivermos aqui na Terra, devemos estar sempre focados. Como disse Jesus: Orai e vigiai. Porque se nós não vigiarmos, o ego, o ladrão irá bater em nossa porta. Os pensamentos negativos, vindos de seres obsessores, espíritos nocivos para nossa evolução. Influenciam em nossos ouvidos e nós ficamos pegando aquilo, aqueles pensamentos, aquelas ideias porque não estamos vigiando. Achamos que já estamos salvos como acontecem em muitas igrejas por aí. E o povo esta salvo, pensando, vamos fazer de tudo, porque entramos em uma determinada denominação religiosa, estou salvo. Não cumpra suas regras e sua parte pra vermos. Eu penso assim e sei que é assim que acontece.




Mestre Ferdinando Taveira
Vigário do Templo Universal Despertar