sexta-feira, 25 de novembro de 2016

Dr. Adolfo Bezerra de Menezes Cavalcante




Dr. Bezerra  de  Menezes  nasceu  em  29.08.1831  na  Fazenda Sta.  Barbara -  Riacho das  Pedras - CE (hoje  Jaguaretama), desencarnou  em  11.04.1900.

Dr. Bezerra  de  Menezes  é  o  responsável  pela  equipe médica  espiritual  da  nossa  casa  e  de  muitas  outras  aqui no  Brasil

Ele  é  chamado  o  médico dos  pobres,  pois  sempre  fez tudo que  podia  para  ajudar  os  pobres.

Apesar  dele  ser  um  espírito  muito  elevado,  não precisando  mais  ficar  aqui  perto  da  Terra,  ele pediu  para ficar  por  aqui  para  ajudar.  Ele  disse:  enquanto  tivesse ainda  uma  pessoa  que  precisasse  de  ajuda  ele  ficaria perto  de  nós,  em  sua  missão  evangelizadora  no  mundo espiritual,  conduzindo  para  a  senda  do  Nazareno,  os espíritos  aviltados  no  mal  ou  espíritos  desviados  do  bem, que  fogem  de  suas  próprias   criações  mentais  de sofrimento e  dores  morais  em  abismos  espirituais.

 Dr.  Bezerra  de  Menezes  foi  alfabetizado  em em  Escola  da Vila  Frade,  estando  à  altura  de  seu  Mestre  em  10  meses.

Em  1842  a  família  se  mudou  para  Serra  dos  Martins  no RN  por  causa  de  perseguições  políticas.  Aprendeu  latim  em 2  anos a  ponto  de  substituir  o  professor.

Dr.  Bezerra  de  Menezes  queria  se  tornar  médico,  mas  o pai,  que  enfrentava  dificuldades  financeiros,  não  podia custear os  estudos.  Em  1851,  aos  19  anos,  tomou  a iniciativa  de  ir  para  o  Rio  de  Janeiro,  a  então  capital do  Império,  afim  de  cursar  medicina.

Em  1852  ingressou  como  praticante  no  Hospital  da  Santa Casa  de  Misericórdia.

Para  poder  estudar,  dava  aulas  de  filosofia  e  matemática. Doutorou-se  em  1856  pela  Faculdade   de  Medicina  do Rio  de Janeiro.

Em  1857,  solicitou  sua  admissão  no  Corpo  do  Exercito sentado  praça  em  20.02.1858,  como  cirurgião  Tenente.

Ainda  em  1857,  candidatou-se  ao  quadro  dos  membros titulares  da  Academia  Imperial  de  Medicina.

Em  06.11.1858  casou-se  com  a  Sra.  Maria  Cândida de Lacerda,  que  desencarnou  no  início  de  1863,  deixando  um casal  de  filhos.

Em  1859,  passou  a  atuar  como  relator  dos  "Anais Brasilienses  de  Medicina" da  Academia  Imperial  de  Medicina, atividade que  exerceu  até  1861.

Em  21.01.1865,  casou-se  pelas  2as.  núpcias  com  Dna. Cândida  Augusta  de  Lacerda  Machado,  irmã  materna  de  sua primeira  esposa,  com  quem  teve  7  filhos.

Já  em  franca  atividade  médica,  Dr. Bezerra  de  Menezes demonstrava  grande  coração  que  iria  semear  até  o  fim  do século,  sobretudo  entre  os  menos  favorecidos  da  fortuna, o  carinho,  a dedicação  e  o  alto  valor  profissional.

Foi  justamente  o  respeito  e  o  reconhecimento  de numerosos  amigos  o  levaram  à  política,  que  ele  sem mensagem  ao  Deputado  Freitas  Nobre,  seu conterranio  e admirador,  definiu  como  "a  ciência  de  criar  o  bem  de todos."

Foi  eleito  vereador  para  a  Câmara  Municipal  do  Rio  de Janeiro  em  1860,  pelo  partido  Liberal.

Quando  tentaram  impugnar  sua  candidatura  sob  a  alegação de  ser  médico  militar, demitiu-se do  corpo  de  saúde  do Exercito.  Na  Câmara  Municipal  desenvolveu  grande  trabalho em  favor  do  "Município  Neutro"  e  na  defesa  dos  humildes e  necessitados.

Foi  eleito  com  simpatia  geral  para  o  período  de  1864 - 1868.  Não   candidatou-se  ao  exercício  de  1869 à  1872.

Em  1867,  foi  eleito  Deputado-Geral  (correspondente  hoje  a Deputado  Federal) pelo  Rio  de  Janeiro.  Dissolvida  a  Câmara dos  Deputados  em  1868.  Com  a  subida  dos  Conservadores  ao poder,  Bezerra  dirigiu  suas  atividades  para  outras realizações  que  beneficiassem  a  cidade.

Em  1873,  após  4  anos  afastado  da  política,  retomou suas   atividades  como  vereador.

Em  1878,  com  a  volta  dos  Liberais  ao  poder,  foi novamente  eleito à  Câmara  dos  Deputados,  representando  o Rio  de  Janeiro,  cargo  que  exerceu  até  1885.

No  período  criou a  Companhia  de  Estrada  de  Ferro Macaé à Campos,  que  veio  proporcionar-lhe  pequena  fortuna,  mas  que por  sua  vez,  foi  também o  sorvedouro  dos  seus  bens, deixando-o  completamente  arruinado.

Em  1885,  atingiu  o  fim  de  suas  atividades  políticas, Bezerra  de  Menezes,  atuou  30  anos  na  vida  parlamentar. Outra  missão  o  aguardava,  esta  ainda  mais  nobre,  aquela de  que o  incumbira  Ismael,  não  para  o  coroar  de  glórias, que  parecem  mas  para  trazer  sua  mensagem  à  imortalidade.

Executou  inúmeras  atividades  em  prol  dos  mais necessitados.

Morreu  pobre, embora  seu  consultório  estivesse  sempre cheio  de  uma  clientela  que  nenhum  médico  queria,  eram pessoas  pobres,  sem  dinheiro para  pagar  consultas.  Foi preciso  constituir-se  uma  comissão  para  angariar  donativos visando  a  possibilitar a  manutenção   da  família.  A comissão  fora  presidida por  Quintino  Bocaiuva

Bezerra  de  Menezes  desencarnou  em  11.04.1900 às  11.30 h, tendo ao  seu  lado  a dedicada  companheira  de  tantos  anos, Cândida  Augusta.


Também  merece  citação  o  conceito  da  profissão  de  médico, contida  no  livro  Lindos  casos  de  Bezerra  de  Menezes (Ramiro  Gama):

"O  médico  verdadeiro é  isto:  não  tem  o  direito  de acabar  a  refeição,  de  escolher  a  hora,  ....

Por  tudo  isso  Dr.  Bezerra  de  Menezes  tornou-se  conhecido como "Médico  do  Pobres".



Hélder Franziska Ottenbreit


Fontes:

- Adolfo Bezerra  de  Menezes  -  Federação  Espírita

- Bezerra  de  Menezes -  Biografia -  Portal  nosso  São Paulo

- Bezerra  de  Menezes  -  Wikipédia,  a  enciclopédia  livre

- Dr Bezerra  de  Menezes  -  Associação  Médica

- Bezerra  de  Menezes  -  "O  Médico  dos  Pobres"

-  Espírito  de  Luz  -  Biografia  do  Dr.  Bezerra

-  Dr.  Bezerra  de  Menezes  -  Biblioteca  (Problemas)

sexta-feira, 18 de novembro de 2016

Encontro Para a Consciência Divina

O Encontro para Consciência Divina, realizado pelo Templo Universal Despertar, tem o objetivo de promover um dia de retiro interior, práticas ascensionais e estudos espirituais. É um dia dedicado a busca da consciência divina, onde nos encontramos para práticas saudáveis como meditação, yoga, dinâmicas em grupo, práticas devocionais, além de confraternizarmos com músicas em meio a natureza. É um momento de nutrir nosso coração de paz, devoção e alegria, nutrir nossa mente de estudo, reflexões e silêncio, nutrir nosso corpo com alimentos naturais, leves e movimentos sagrados. 


sexta-feira, 28 de outubro de 2016

A Ascensão Espiritual em Nossa Vida e os Quatro Corpos Inferiores

O processo de ascensão é um caminho pelo qual todos os homens, conscientemente ou inconscientemente, passam e estão passando neste momento. Alguns de forma mais rápida, outros, mais lenta. No contexto da nossa verdadeira natureza, ou seja, como seres espirituais e não apenas como matéria, estamos passando por situações ou buscando conscientemente nos transcender a cada dia. Isso não é algo distante da nossa vida, e deve ser visto como possível nas pequenas superações do dia a dia, nas difíceis lições que passamos, quando aprendemos a perdoar, quando passamos a nos descobrir verdadeiramente por meio do autoconhecimento, reconhecendo nossas limitações e ego negativo, repolarizando nossas energias, nossos conceitos, valores e ações na ótica do amor e sabedoria.
Devemos ter a percepção de que como humanidade, somos seres espirituais no caminho da evolução e ascensão. Assim, não é que tenhamos alma, mas somos alma que habita, anima e se manifesta nos diversos corpos (físico, etérico, mental e emocional). Antes de encarnar, nós escolhemos as situações, pessoas e família mais apropriada para que nossa alma possa aprender e se aprimorar, pois a terra é uma escola que permite grandes avanços e oportunidades com o véu do esquecimento (de nossas vidas passadas e compromissos de transmutação). Nosso objetivo é aprender as lições e lapidar nosso ser, revelando a jóia do nosso verdadeiro eu, que é pura luz e felicidade.
É importante na caminhada consciente ter conhecimento sobre os corpos que compõe nosso ser nesta experiência, que são nossos instrumentos de interação com o mundo. Estes corpos são veículos que devemos conhecer, amar, purificar, são facetas que revelam sobre nós mesmos. Os quatro corpos que mais estamos interagindo no nosso dia a dia e nessa existência humana, são chamados de quatro corpos inferiores, sendo eles o corpo físico, etérico, emocional e mental. Estes corpos interagem entre si, um influenciando o outro, sendo um contido dentro do outro, como uma “boneca russa”. O corpo físico é aqueles que temos maior familiaridade, mais denso, de carne e osso, que se revela por meio dos cinco sentidos. O corpo etérico é um corpo energético, é a contraparte sutil do corpo físico, é a matriz do físico onde as curas espirituais são realizadas. Antes de uma doença manifestar no corpo físico ela se manifesta no etérico e revelando algum desequilíbrio neste corpo, o qual alguns médiuns podem ver. Já o corpo emocional (também chamado de astral) é aquele formado pelas nossas emoções e sentimentos. Ele interpenetra e influencia o corpo físico e etérico. E o que isso significa? Que nossas emoções negativas (como raiva, culpa, tristeza...) podem gerar desequilíbrios no nosso corpo etérico, que se forem constantemente alimentados podem se materializar no nosso corpo físico na forma de doenças. De outro modo, sentimentos de paz, alegria de viver e força interior podem curar esses mesmos corpos. O último corpo, o corpo mental, é formado pelos nosso pensamentos e interpenetra todos os demais, possuindo frequência mais elevada. Ele deve ser levado muito a sério, uma vez que tudo se inicia pelos pensamentos e eles tem um poder enorme, criando e manifestando tudo a nossa volta.
A partir destes corpos influenciamos e somos influenciados a todo momento. Esses corpos formam nossa aura, que está em constante interação com a aura das outras pessoas, interagindo também com a energia dos lugares, pensamentos de massa, etc. Todos nós temos consciência destes corpos, em maior ou menor grau. Podemos sentir quando um lugar nos passa uma energia de tranquilidade, ou quando existe uma tensão no ar. Sentimos também os efeitos nocivos de uma pessoa com raiva ou mal humorada, assim como sentimos a paz de um doce sorriso. Sentimos calma e harmonia quando estamos em contato com a natureza. Da mesma forma, influenciamos a nossa volta de forma benéfica quando nutrirmos amor em nossos relacionamentos e dentro de nós, e de forma não benéfica quando manifestamos nossas raivas, falta de perdão, julgamento, medos, etc. É nossa responsabilidade escolher o que vamos nutrir em nossas vidas, em nossos relacionamentos, no nosso mundo interior e exterior (visto que um é reflexo do outro).
O difícil é que muitas vezes vivemos no piloto automático, com nossos mecanismos de defesa, pensamentos repetitivos e vícios emocionais. Por isso a primeira coisa a fazer no caminho da ascensão é tomar consciência destes corpos.
Quanto ao meu corpo mental: como estão meus pensamentos ao longo do meu dia? O que penso assim que acordo? Eu mentalizo um dia de realizações, facilidades e alegria ou fico preocupado, com medos, dúvidas, pessimista? O que eu realmente penso de mim mesmo? Tenho auto estima e penso ser merecedor de boas coisas, de uma vida plena, de ser amado? Eu consigo meditar e acalmar os pensamentos em minha mente? Tenho claro em minha mente meu propósito de vida, meus valores e princípios? Ou vou vivendo conforme o que o mundo me diz que devo fazer ou o que diz ser certo?;
Quanto ao meu corpo emocional: Consigo sentir felicidade, harmonia, gratidão no meu dia a dia? Ou predominam as reclamações, a ansiedade, o medo, a insegurança? Consigo ter empatia pelas pessoas? Compaixão pelos seus problemas? Consigo reagir às situação conflitantes com calma e sabedoria ou reajo impulsivamente e explosivamente?
Quanto ao meu corpo etérico: eu pratico alguma terapia de equilíbrio energético (como reiki, por exemplo), rezo e energizo minha aura? Consigo perceber quando minha energia é sugada por alguém? Consigo me manter energizado e com disposição ao longo do meu dia?;
Quanto ao meu corpo físico: tenho comido alimentos saudáveis? Ou tenho me intoxicado com corantes, gorduras, carnes e doces? Tenho movimentado meu corpo com práticas que me deixam feliz e equilibrado? Sou descontrolado com relação a sexo, fumo, álcool ou comida?
Por meio da consciência destes corpos conseguimos ter mais clareza de nós mesmos e dos aspectos a evoluir, sendo um passo importante no autoconhecimento e aprimoramento pessoal. Nosso trabalho então para o caminho da ascensão é purificar os corpos inferiores, repolarizando toda energia desqualificada que tenhamos posto à vida (nessa e em vidas passadas) em amor, luz e sabedoria. Assim, há muito a se fazer, e o conhecimento dos quatro corpos é o fundamento do qual devemos nos apoiar.

(baseado nos ensinamentos do Livro “O caminho da Ascensão: Manual do Iniciante” de Joshua David Stone).
 

Reverenda Alice Drummond Dias
Ministra da Ascensão


sexta-feira, 21 de outubro de 2016

O Ministério dos Trabalhadores

O Ministério dos Trabalhadores tem como função intermediar a comunicação entre as regras e diretrizes administrativas do Templo Universal Despertar, bem como auxiliar e coordenar e supervisionar as equipes de trabalhadores do Templo, esclarecendo dúvidas, fazendo treinamentos, administrando as faltas e distribuição dos trabalhadores em todas as atividades do Templo. Colocar em prática e exigir o cumprimento das regras, direitos e deveres dos trabalhadores. Exigir disciplina, pontualidade e uniforme de todos os trabalhadores. Remanejar trabalhadores quando necessário (entre funções ou dias de trabalho).
Todos os trabalhadores do T.U.D são discípulos da Grande Fraternidade Branca, que estão aqui para aprender e evoluir juntos cada qual com suas aptidões e especialidades, desenvolvendo e aprimorando diversas habilidades como: a expansão da visão de mundo e ampliação da consciência, desenvolvimento de sentidos extra-sensoriais, contato com os seres da Hierarquia da Grande Fraternidade Branca, desenvolvimento de dons mediúnicos e habilidades psíquicas, aumento da sensibilidade energética, trabalho em equipe e vivência fraternal.
Todos os trabalhos do TUD, são serviços voluntários de caridade. e com ele nós aprendemos na prática à devoção, o amor, a doação. Para nós é uma grande honra servir à Deus com alegria  e servidão.

A servidão se consolida através da abnegação que é uma das muitas práticas que o Templo desenvolve. Servir abnegadamente é dar sem querer nada em troca. É atuar a partir do desejo mais profundo do coração, através da força do Amor incondicional. É servir ao próximo em fraternidade e compaixão. É Alegrar-se com a felicidade e bem-estar do próximo.

Símbolo do Ministério dos Trabalhadores

http://1.bp.blogspot.com/-anmOYcQZSoQ/VpR7oBB7JfI/AAAAAAAACMY/ncflSUL8MV0/s320/TRABALHADORES%2B1.png

O hexagrama significa proteção aos trabalhadores da casa e cada ponta estabelece um valor que são o amor condicional,  estudo, abnegação, altruísmo, disciplina e doação. As três cores que circundam o símbolo são o azul Safira que representa o Poder Divino, Fé e Boa Vontade, concentrando as energias Alpha do Pai dentro de nós. A cor amarelo ouro da Sabedoria Divina e Iluminação concentram as energias Crísticas do Filho e a cor rosa suave do Amor Divino e Criatividade focam o Espírito Santo.

OS TRABALHOS

Nós temos várias equipes de trabalho e com elas nos doamos nosso trabalho à casa e à Deus. O TUD nos recebeu com muito amor fomos acolhidos como os filhos que somos e com a união de uma grande família. As equipes trabalham mutuamente, todos com a mesma vontade de fazer sempre o melhor possível.
Temos trabalhos diferenciados e todos esperando o chamado no coração de cada discípulo.
Esse Ministério foca na empatia e na ética, dois dos fundamentos do altruísmo, porque é importante que uma pessoa se coloque no lugar da outra, entendendo o que ela está passando e atuando com disciplina, respeito e discrição


FUNÇÕES:

Doador de energia (sextas), Receptor (sextas), Canalizador (quintas e sextas), Alinhador (sextas), palestrante (quintas e sextas), recepcionista (quintas e sextas), passista (quintas e sextas).
GRADE DE TRABALHOS:
2ª. Feira: Meditação e Cantos Devocionais que estão sob a coordenação do (Ministério da Ascenção). A Guardiã e Ministra Alice trabalha com todos para uma evolução espiritual, cada um dos participantes trabalham em si, buscando seu desenvolvimento e sua evolução. Este trabalho também nos transforma e ajuda na preparação para nossa Ascensão como todos os trabalhos do TUD.
3ª. Feira: Yoga das 17:00 às 18:00h com Profa. Angela uma discípula e trabalhadora da casa que vem de forma amorosa e generosa suas maravilhosas aulas. Também trabalha nas 5ª. Com florais no Ambulatório.
5ª. Feira: Atendimentos com os médicos espirituais da equipe do Dr. Bezerra de Meneses e o nosso ambulatório de Reiki e também consultas marcadas para Florais de Bach e Auriculoterapia.
6ª. Feira: Os discípulos trabalham com limpeza e desagregação e alinhamento dos chacras. O tratamento consiste em três sextas para limpeza e três para alinhamento. Temos o Dr. Antonio que a cada quinze dias trabalha nesse dia da semana.

Zeladores: Os Zeladores são discípulos que também se doam para a manutenção e limpeza da casa. Prepará-la e deixa-la pronta com a limpeza e arrumação necessária para receber todos que cheguem à nossa casa.
Nos dias de Missas, também os discípulos se doam chegando mais cedo e organizam tudo para a nossas sagradas Missas, tanto no primeiro domingo de cada mês com a Missa pela Cura da Espada de São Miguel, bem como as Missas de Chama Violeta em todos os dias 23 de cada mês.
Em nossos Ritos, em todos os eventos da casa, amorosamente todos se doam por um trabalho abnegado e de gratidão no coração, pelas bênçãos e curas alcançadas pela permissão de Deus em nossas vidas.

Nós trabalhadores, estamos aqui para servir e sermos gratos por tudo que nos foi dado, por todas as oportunidades de crescimento que temos, tanto material como espiritual.  Todas as curas e pequenos milagres em nossas vidas, por estarmos nesta grande família que nos acolhe com amor, devoção e que nos auxilia sempre. Nossa casa para a maioria dos discípulos é um porto segura, é uma honra para todos nós servirmos à Deus e aos nossos semelhantes.


Hélder Ricardo dos Santos
Ministro dos Trabalhadores do Templo Universal Despertar

quarta-feira, 19 de outubro de 2016

Feliz Aniversário, Despertar!




O Templo Universal Despertar nasceu como um grupo de estudos ainda em 2006, depois tornou-se associação, em 2011, e em seguida tornou-se templo em 19 de outubro de 2012. São 4 anos, em que o mestre Jesus Cristo nos agraciou com uma mensagem que dizia que a partir de agora nos tornaríamos uma igreja. Hoje, portanto, comemoramos com felicidade essa grande benção.